1º capítulo | Aktive |

Aktive e a Caneta Reguladora
Capítulo 1 – Descobertas.

Amanheceu na cidade de São Paulo, terra da garoa, terra boa.
E nessa chuva mansa que lá fora caía, Aktive se preparava para mais um dia no colégio estadual.
Era seu aniversário, manhã de 21 de julho, e ele completaria 15 anos naquele dia.
Quando saiu de casa, sua mãe não mais estava.
Sandra sempre deixava o local muito cedo para trabalhar, era balconista em uma padaria e era assim que sustentava o filho, desde a morte de seu pai.
O pai de Aktive, morreu quando tinha apenas 5 anos de idade, sem que ele soubesse as razões.
Tudo que ele tinha do pai era um anel, que ele pendurava numa gargantilha em seu pescoço.
Onde quer que fosse, o anel de prata do pai, o seguia, como se fosse um amuleto.

Quando chega na porta da escola e está prestes a entrar, um homem se aproxima.
Vestido com uma capa preta, chama o jovem pelo nome.
“Aktive, Aktive.”
Ele para, e olha assustado.
“Meus parabéns querido amigo, muitas felicidades e muitos anos de vida.
Que você possa ter uma vida longa e feliz, e muito mágica.”
“Obrigado, Sr. mas quem é e de onde me conhece?”
“Ah Aktive, seu rosto é inesquecível, incomparável.
É exatamente como seu pai.”
“Conheceu meu pai?”
“Sim sim, claro!
Seu pai era muito querido por todos nós.”
“Todos nós? Nós quem? De onde saiu, eu não entendo.”
“Aktive, você sabe a historia por trás deste anel que carrega em seu pescoço?”
“Não, apenas que pertencia a meu pai, e que antes de morrer, deu para minha mãe me dar.”
“E o que sabe da morte de seu pai Aktive?”
“Nada! Apenas que ele ficou doente, nunca soube do que, e morreu.
Todos os anos minha mãe me leva no cemitério no túmulo dele, ascendemos uma vela e rezamos.”
“Sua mãe faz o que?
Eu não creio!”
“O que está acontecendo, por favor me diz.”
“Aktive, meu nome é Kenon Keller.
Todos me chamam de K.
Eu quero que venha comigo para tomarmos um café, porque há muitas coisas que eu tenho que te contar, e que precisa saber agora.”

Aktive, não entra no colégio, aquele assunto parecia a ele muito importante e mais interessante, finalmente iria descobrir a verdade por trás da historia do pai.
Então ele segue com K, para uma cafeteria há poucos metros da escola.
Eles entram e K pede um cappuccino, Aktive, um chocolate quente.
Então K começa a falar.

“Klite Glion era um bruxo, um dos mais poderosos que eu já conheci.
Durante anos ele trabalhou no Ministério da Magia, executando tarefas muito importantes.
Nós tivemos algumas divisões em nosso mundo, há alguns anos, e então, uma escola de magia foi fundada por Klite, ao lado de outros 3 bruxos tão poderosos como ele era.
Essa escola recebeu o nome de Escola de Magia Glicos.
Klite, foi nomeado o primeiro diretor da escola, e escolheu a dedo cada professor que foi contratado para entrar lá.
Era a elite, o melhor dos melhores, ele dizia.
Para que formasse sempre bruxos de excelência.
Meu pai, era professor nessa escola e eu tinha 15 anos, entrei para ela e fiz as minhas aulas.
São 3 anos de formação.
Quando completei 18 anos, eu saí da escola e eu fui lecionar. dar aula para outros bruxos.
Comecei em uma escola no Reino Unido, mas depois eu voltei para o Brasil.
Então, seu pai me contratou e nós nos tornamos amigos.
Você estava nascendo, era bem pequeno.
As coisas iam muito bem, mas quando você fez 4 anos, um dos fundadores da escola morreu.
Alex Konecon, desapareceu de uma hora para outra, e depois encontramos seu corpo numa noite, na floresta.
Ele foi atingido por uma magia negra imperdoável, e seu anel mágico, foi arrancado de si.
Klite ficou em alerta, e pois o Ministério para investigar o que estava acontecendo.
Duas semanas mais tarde, um 2º fundador da escola também foi assassinado.
Deixaram seu corpo nas montanhas, também perto da escola, também faltando o anel de magia.
Guendolf Restles, não foi apenas morto, com a magia imperdoável, mas também torturado antes de morrer.

Klite percebeu com essa morte que a escola era um alvo, então, ele disse que os alunos teriam que ser enviados para casa, por segurança.
O vice-diretor da escola, melhor amigo de seu pai, Sen Nestles, desapareceu.
Klite o deu como morto, apesar de seu corpo não ser localizado.
Glicos foi fechada temporariamente e o Ministério mandou guardas para o local.
Todos, foram mortos numa única noite e a escola invadida.
Harssucki era o nome dele.
O bruxo que estava cassando outros como nós, e os eliminando.
Harssucki queria construir uma sociedade pura, apenas bruxos poderiam entrar.
Aqueles que nasceram como bruxos, como eu, como seu pai, desde que nos convertêssemos ao que ele acreditava.
Harssucki tinha muitos seguidores, que também perseguiam e matavam, pessoas que nasceram humanos, viveram como humanos, mas que desenvolveram habilidades bruxas.
E se transformaram em bruxos.
E aqueles, que tinham pais que não eram totalmente bruxos, como você.
Seu pai bruxo, mas sua mãe humana convencional.
Harssucki, reivindicou o mundo da magia para ele, e Glicos, para seu colégio de puros.
Mas, Klite não aceitou.
Eles lutaram e então, eu estava lá.
Harssucki matou Klite Glion, mas antes que ele morresse, ele fez um feitiço de proteção muito poderoso.
Harssucki não suportou tocar no seu anel mágico.
E eu o peguei e fugi de lá.
Levando para a sua casa e contando a sua mãe o que tinha acontecido, como meu pai me orientou.
Nós colocamos em seu pescoço o anel, tinha 5 anos.
E aquele anel ia te proteger até que pudesse lutar sozinho, que aprendesse como se defender.
Se Klite Glion não foi capaz de destruir Harssucki, achávamos que ninguém mais poderia.
Mas todas as esperanças do mundo da magia, se transformaram, quando soubemos que Klite tinha um herdeiro, Aktive.
Então Harssucki também soube disso e veio te procurar.
Numa noite, ele invadiu a sua casa.
É proibido usar magia fora de nosso mundo, e as pessoas normais não podem ver coisas mágicas.
Mas ele não se importou, invadiu sua casa e fez sua mãe de refém.
Ele tentou te matar, mas o anel mágico o protegeu.
O anel, causou uma grande ferida no rosto de Harssucki, o desfigurando e transformando sua aparência num monstro horrível.
Ele foi engolido por um espelho mágico que tinha na sua casa, na sala, e levado de volta ao mundo da magia.
Lá, foi aprisionado, no mais alto grau de segurança.
E então aos poucos a paz voltou.
Glicos foi reaberta e nossos alunos voltaram.
E dos fundadores originais, nem um sobrou.
Eu fui nomeado para ser Vice-diretor da escola, e meu pai, assumiu a direção.
Há 2 anos ele morreu com a idade avançada e uma doença, porque sim, ficamos doentes e não somos imortais.
Daí, eu assumi a diretoria de Glicos, e hoje estou aqui.
Eu vim te buscar porque completa hoje 15 anos de idade, a idade de entrar na escola de magia de Glicos.”

“Eu sempre tinha pesadelos com um monstro no espelho, e agora eu sei porque.
Mas não tinha ideia dessas coisas e parece tão surreal.”
“Parece, mas não é.
Tire o anel do pescoço e coloque em seu dedo.”
Aktive faz isso e o anel entra e começa a brilhar.

“Somente um bruxo de verdade, com poderes suficientes para controlar seu anel, faz sua pedra azul brilhar deste modo.
Se o bruxo não for capaz de controla-lo, ou se o anel não o quiser, a pedra não brilha, o anel fica preto e em muitos casos nem entra no dedo.”
“Espera, o anel escolhe o bruxo?
Como no Harry Potter, com as varinhas?”
“Basicamente sim, como no Harry Potter.
Com a diferença que aquilo era uma historia, e aqui nós estamos no mundo real.
Bem vindo Aktive, bem vindo.”