Caixas 24h tentam resistir a operações digitais no Brasil

Por Revista Kromnws
09/10/2021

Com a tecnologia cada vez mais em expansão no Brasil, os caixas 24h ainda existem e resistem no país.
A Tecban, dona da rede, ainda acredita que haja espaço para crescer, aproveitando exatamente essa tecnologia.
Hoje, boa parte das operações financeiras do país, são feitas via digital.
Mas ainda há aquelas pessoas que procuram os caixas 24h, para emissão de extratos, saques em dinheiro, e o acesso a bancos menores e empresas fintechs.
Assim, o espaço desses caixas e a agilidade como eles chegam em cidades menores especialmente, tem ganhado força no Brasil.
Por ano, a Tecban investe R$ 500 Milhões na expansão e manutenção do serviço, que é um dos maiores do mundo.
No Brasil, são 24 mil postos de atendimento espalhados pelo país, e que não devem deixar de crescer.
Para agora, a Tecban inovou, criando conceitos de caixas que podem ser facilmente instalados e mudados de lugar.
Ideais para que sejam usados em momentos de emergências, explica a rede.

Hoje, a Tecban é controlada pelos 5 maiores bancos do Brasil, cada um com uma parcela de lucros e investimentos da empresa.
E isso, deve se espalhar ao em vez de diminuir.
A marca acredita que apesar das operações digitais florescerem, ainda está longe o momento que o Brasil vai acabar com o dinheiro vivo.
Por esta razão, há espaço para que a rede 24h se reinvente, inove, e continue viva.

Reportagem de Anna Clara Ribeiro