Cartas do Leitor – Um Presidente perdido

Por Revista Kromnws – 22/09/2021

Os protestos de 7 de setembro, deram mais gás para que o Presidente Jair Bolsonaro, se sentisse mais forte que nunca.
Tanto foi verdade que, diante aos inúmeros manifestantes nas ruas, o Presidente fez as mais elevadas ameaças a democracia elevando a tensão no Brasil.
Nunca antes, o país ficou tão ameaçado como naquela semana, como foi evidenciado em reportagens do G7 Informe e da Kromnws.

O ex-presidente Michel Temer teve que entrar em ação, para dar conta de apagar o incendio épico e de grandes proporções que Bolsonaro começou.
O Presidente imaginava que ao fazer as ameaças que proferiu, as instituições fossem recuar.
Que o Congresso fosse se render as suas vontades e que o STF voltasse atrás nas suas decisões.
Tudo em nome do Brasil.
E já tinha em suas mãos, um decreto pronto para ser publicado que colocaria o Brasil em estado de Sítio.

Mas, o Presidente escolheu o caminho errado e logo percebeu isso.
Bolsonaro ficou perdido, quando viu o STF contra-atacando suas decisões.
Com discursos contundentes de seus Ministros e viu o Congresso ao lado dos Juízes, percebeu que ia ser mais difícil que ele imaginava tomar o país.
Não bastava apenas uma parcela da população ao seu lado, era preciso mais.
Não bastava a Polícia Militar, ele precisava das Forças Armadas.
Apesar de ter seus principais comandantes nas mãos, nem todos são como ele.
Por isso Bolsonaro encontrou muita resistência e teve que apelar.

Apelar para o bom senso de Michel Temer, já que ele não teve nem um.
Ao chama-lo para ajudar a pacificar as coisas, recebeu de Temer muito mais que um conselho.
As ferramentas necessárias para que pudesse minimizar os efeitos da crise.
Desde que ele ficasse calado, e seguisse a cartilha desenhada pelo ex-presidente, Bolsonaro iria sobreviver.

O Presidente estava perdido, por isso recorreu a quem sabia mais que ele.
Chamou Temer, porque todas as vezes em que foi chamado, Temer conseguiu modificar a situação grave que atravessava o Brasil.
O ex-presidente conseguiu em horas, o que nem uma outra força no Brasil conseguiu em semanas.
Pacificou os ânimos em Brasília e encerrou por hora, os ataques de Bolsonaro contra a Democracia.

Ele é Bolsonaro e sabemos que logo fará esses ataques de novo.
Mas agora já sabemos também, que o Presidente não é tão forte quanto aparentava ser.
Ele é perdido, e está perdido na condução do Brasil.
Que caminha cada vez mais para um buraco sem fim.
Ou algo é feito agora, ou nem mesmo Michel Temer poderia nos salvar no futuro.

Beatrice Germain e Eloisa Mariana Leite
Membros do Conselho de Leitores do G7 Informe