The Journalist | Final da temporada |

Yago e Cecília chegam a uma pequena cidade afastada, alugam uma fazenda e ficam escondidos ali.
Mas ele não pode deixar de pensar, quem é que fez a denúncia as autoridades.
Piter descobre através de Nathy, que Cecília avisou a polícia.
Ele precisava contar para Castelamare.
Era perigoso qualquer ligação agora, e qualquer movimento fora.

Elize fala que quer estar junto do irmão, por isso levaria os sobrinhos não para Oglopogos, mas sim para a fazenda.
Piter e ela, partem juntos.
Algumas horas depois eles chegam no lugar.
Yago os recebe e pergunta se ele tinha novidades, o que estavam fazendo ali.
Piter diz a Yago, que era bom deixar os sobrinhos com a mãe,
Elize também queria estar junto dele.
Eles ficam por lá, passam alguns dias na fazenda.
Piter acaba revelando a Yago Castelamare, que Cecília ligou para a emergência.
Não era possível saber o motivo, mas a verdade é que ela queria salvar Bruno.
Isso era inegável.
A verdade também, é que apesar de todo sangue que ele perdeu, ele ainda estava vivo e em coma.
Não poderia se evitar, esses fatos.
Eles continuavam a serem procurados e Jenifer em Oglopogos, estava aflita quanto a situação de Piter.
Ela decide procurar os pais do Jornalista e ter uma conversa com eles.

Ela conta para os sogros, que estava grávida.
E que o filho era de Piter.
Ela diz também, que ele estava fugindo da responsabilidade de ser pai, e do casamento.
Eles ficam desacreditados e querem saber, onde o filho estava.
Jenifer diz que ele estava em Londres, com o mafioso Yago Castelamare.
Que ele era o seu chefe novo, e que ele estava metido nesse assassinato, por isso não voltava para casa.
O pai de Piter telefona para o filho, que o atende.
Irritado demais ele diz que o filho tinha 12h para chegar em casa.
E que depois teriam uma longa conversa.
A primeira coisa que ele ia fazer, era honrar o sobrenome da família se casando com Jenifer, ainda aquele mês.
Seu filho não nasceria num lar desestruturado.
Outra coisa que ele ia fazer, era entregar o paradeiro de Yago Castelamare para as autoridades.
Depois, esquecer de uma vez por todas a historia de ser um Jornalista.
Agora ele ia voltar pra casa, pro hospital.
Ia começar por baixo na administração e depois, voltar para a faculdade de medicina.
Era a que ele tinha que ter feito desde o começo.
Esse negócio de Jornalista não era para gente como ele.

Piter escuta atentamente os devaneios do pai.
E quando ele termina, ele então o explica calmamente.
“Eu não vou deixar de ser Jornalista pai.
Não vou voltar para casa em 12h, vou voltar quando eu achar que eu devo.
Vou assumir o filho da Jenifer, se ele realmente for meu e isso, o DNA vai provar.
Mas eu não pretendo me casar com ela.
Porque ela engravidou, mentindo para mim.
Como é que eu posso confiar como esposa, numa mulher que me diz que vai ao médico e toma contraceptivo,
pega meu dinheiro e não toma merda nem uma.
Tá aí a gravidez pra provar que não tomou.”
O pai de Piter fala que não eram negociáveis as condições.
E Piter reitera, as suas também não.
Seu pai diz que se ele não voltasse, ele iria dizer as autoridades que o filho estava ajudando Yago Castelamare.
E ia acabar com a sua carreira nos jornais.
Porque sem Castelamare, ele poderia esquecer revista.
Piter diz que não teme ameaças, ele não ia deixar de executar seu trabalho.
Seu pai, fala que irá deserda-lo.
Piter pergunta se ele quer que ele assine os documentos da deserção agora, por ele, não se importava.
E então ele desliga o telefone.

Elize pergunta a ele se estava tendo problemas em casa, e ele responde que sim.
Pressão de todos os lados.
Jenifer grávida, contou pros pais, agora queriam o obrigar a casar.
Mas ele não tinha confiança no casamento.
Elize, pergunta a ele se ele ia deixar a moça desonrada.
E Piter fala que não pode se casar com ela, se não tem como confiar na futura esposa.
Casamento tem que ter como base a confiança, se não confiar nem um relacionamento anda.
Elize diz que ele tinha razão.

Na cachoeira da fazenda, Yago se encontra com Cecília e as crianças.
Ele fala que precisam conversar.
Que ele sabe que ela contou para a polícia do ferimento do irmão,
que estava vivo por conta disso e agora, eles estavam sendo procurados.
Cecília chora, e diz que não conseguiu deixa-lo morrer.
Ele era o pai de seus 2 filhos, e sempre foi como um pai para ela.
“Ela, que ela?
Só tem esses dois filhos aqui não é?”
“Não Yago, não é apenas esses dois.
Eu tenho uma filha, uma outra filha.”

Piter recebe uma ligação telefônica, um número bloqueado.
Ele atende apreensivo.
“Jornalista Piter Sauros, não esboce qualquer reação.
Apenas me escute com muita atenção.
Eu sei que está no sul de Londres em uma fazenda, e que está com Yago Castelamare.
Eu sei também que as autoridades estão atrás dele, e que vão busca-lo aí.
Meu conselho para você, é que saía daí em até 3h.
Porque se não as autoridades irão chegar aí, entendeu.”
“Quem é que está falando, como conseguiu esse número?”
“Temos um amigo em comum, que pediu pra te dar essa informação.
Foge que a cavalaria está chegando.
E não espere pra ter certeza ou vai ser pior.”

A voz feminina do outro lado desliga a ligação.
Piter fica apressado e Elize quer saber o que aconteceu, ele pede pra ela arrumar as coisas, eles tinham que fugir dali.
Yago estava na cachoeira, e fica impressionado com a revelação de uma nova filha de Cecília.
Ele quer saber onde ela estava, mas antes que ela pudesse o responder, Piter chega.
“Temos que ir embora daqui, agora.
Recebi a informação de que as autoridades sabem que estamos aqui, a Polícia britânica está vindo Yago.
Temos que ir agora.”
“Essa fuga não pode ser de todos, não para sempre.
Eu vou sair daqui e vou embora.
Vocês precisam voltar para Oglopogos.
Precisam abrir a revista e publicar a historia que me prometeu Piter.
Por isso vou te dar, os dados pra que possa fazer os investimentos necessários e vou por dinheiro na sua conta.
Faça o que tem que fazer, e crie a revista.
Eu estou contando com você.
E cuide de minha irmã, ela vai ser sua responsabilidade agora.
Nos vemos por aí.”

Um helicóptero começa a sobrevoar baixo a fazenda, e pousa.
Piter vai na sua direção e Yago também.
Ele entra na aeronave e avisa ao piloto, que pode decolar.
Elize chega e nota quando a aeronave levanta voo.
“Yago está indo embora e me disse para cuidar de você.”
Elize se emociona, e pede para que Piter então cuide dela.
Agora ela só tinha a ele.
Cecília fica parada olhando a cena, e pergunta a Piter por que Yago não a levou.
“Você fez sua escolha quando ligou para a emergência para salvar Bruno.
Eu acho que ele tá te mandando voltar a sua vida Cecília.
Acabou.”

Piter e as meninas partem, e a polícia invade a fazenda minutos depois.
Mas não encontram nada.
O chefe da operação, quer saber como eles foram avisados de que seriam apanhados.
Ninguém sabe responder.
Ele deduz que tem um traidor na polícia, e promete investigar.

Yago foge do Reino Unido, e fica em uma ilha em segurança longe dali.
Ele manda uma mensagem para Elize.
“Estou bem, fique bem também.
Agora você é a Castelamare herdeira, assuma os negócios da família.”