Setembro será mês decisivo para o governo na CPI da Covid

Por Revista Kromnws

25/08/2021

O governo federal brasileiro tem muito com o que se preocupar.
Ainda mais por estar diante de uma investigação por diversas irregularidades cometidas, na pandemia da Covid-19.

O Presidente Jair Bolsonaro deve ser responsabilizado diretamente por inúmeras falhas, de seus subordinados.
O seu negacionismo e suas atitudes, embora tenha sido alertado não apenas por um, mas por muita gente,
custou vidas.
O governo vai ter que arcar com isso a partir de setembro.
A expectativa é que, até o dia 15, a CPI da Covid-19 apresente seu relatório, que deve ser discutido no Plenário do Senado Federal.

O relatório deve prever, indiciamento de Bolsonaro por pelo menos 5 crimes.
Se isso acontecer, o Brasil vai ter uma situação muito atípica.
Os senadores terão poder de pressionar, para a abertura de um processo de Impeachment contra Jair Bolsonaro.
Não haverá como mais negar que não existirá, situação política ou que o Presidente não tenha feito nada de errado.
As provas são incontestáveis e estão aí, para quem quiser ver.
Bolsonaro e seus aliados, conduziram mal a pandemia.
E isso se reflete nas vidas perdidas, nos milhões de sequelados.
Isso reflete, na situação econômica e social do Brasil.

O único meio de consertar ou minimizar esses danos, é através de uma reestruturação no governo,
e isso só será possível com a troca de Presidente.

No Senado o clima será de guerra em setembro,
mas Bolsonaro já sabe, a guerra já começou.
Talvez tenha sido por isso que, em agosto, pois tanques da Marinha e do Exército para desfilarem em Brasília.
Talvez por isso seus apoiadores conclamaram manifestações violentas para 6 e 7 de setembro.
Não deu certo a primeira tentativa, agora não dará de novo.
Esperemos que não, pelo menos.