G7 Orcon – Uma empresa que dá certo, por conta de saber onde e como fazer suas parcerias

Por Universo G7 – 15/08/2021

Muito se tem perguntado sobre os diversos serviços lançados pelo G7 Orcon, especialmente nas últimas 6 semanas.
Afinal, o Site é rico, tem muito dinheiro para investir em novos negócios?
Quem está por trás de cada investimento e anúncio feito pela empresa?

Tudo isso na realidade é um pouco mais complexo que parece ser.
E para quem ainda não conhece bem o funcionamento da marca, aqui vão algumas explicações.

O G7 Orcon é uma marca que foi criada pelo deficiente visual e Jornalista, Guilherme Kalel, em maio de 2020.
A empresa colocou no ar inicialmente um Portal de Notícias de nome Informe Franca.
Depois, esse Portal que era local, passou a receber notícias do Brasil e do mundo, e o site começou a crescer.
Hoje é o G7 Informe.
O Jornalista colocou uma plataforma de conteúdos dentro do Site, para ter como fonte de receita.
Os recursos arrecadados com as assinaturas, mantém o Site Online, e mantém também projetos sociais da marca, em seu Instituto.
O Jornalista tratou de fazer parcerias para manter o seu caixa estável.
Por isso, o Site oferece anúncios em suas páginas para diferentes empresas e marcas.
Esses anúncios são em dinheiro, ou podem ser em produtos.
Os produtos arrecadados podem ser vendidos, ou podem ser usados nas promoções do G7.

Como o salário dos colaboradores do Site é considerado baixo,
Guilherme decidiu que iria dividir com eles, os lucros anuais obtidos pelo Portal G7 Informe.
Assim, todos os meses parte do dinheiro que entra, é enviado diretamente a um fundo chamado de Lucro Anual.
Ali ele fica, até que possa ser dividido entre os colaboradores.
A divisão acontece em janeiro de cada ano, sendo a próxima então, em janeiro de 2022.

O Jornalista sabia que, era preciso se criar outras fontes de receita para que o site não dependesse apenas de anúncios e assinantes,
porque essas fontes são flutuantes. Elas podem ter muito agora e amanhã decair.
Os contratos de anunciantes são determinados e podem ou não serem renovados ao término.
O Jornalista sempre quis também, facilitar a vida das pessoas com diversos produtos e serviços.
Por isso começou a trabalhar num catálogo de opções que poderiam ser ofertadas no Portal.

Criou para isso, o Departamento Orcon de Serviços Digitais.
Uma área de atuação dentro da marca G7 Orcon, para gerir diversos fragmentos.
Para coloca-lo em prática, fez parcerias.
GPS
Plataforma que oferece financiamento / crédito, além de consórcios, pelos bancos Santander e PAN.
Que são parceiros do G7.
O Site recebe 10% de cada contrato firmado, enquanto os bancos ficam com os 90% de cada valor.
A parte de seguros e previdência complementar, denominada Legacy, e que pertence a mesma plataforma,
é do G7 em parceria com Sofia Monary.
A empresária recebe, 60% de cada contrato efetuado, enquanto o Portal, tem direito a 20% do valor.
O Santander, que opera as modalidades perante ao Banco Central, tem 20% de cada contrato.
Sofia Educacional
A plataforma de cursos oferece uma gama de possibilidade para que as pessoas possam ter uma formação profissional e pessoal.
50% do que é arrecadado, vai para as escolas parceiras da plataforma.
Os outros 50%, ficam com o G7.
G7 Plus
O valor arrecadado com suas assinaturas, é destinado aos parceiros do programa, e 10% de cada assinatura fica com o G7.
A3
Retirados custeios de produção e manutenção, os valores são integralmente do G7.
Orcon Mídias Gráficas
Retirados custeios de produção, os valores arrecadados ficam integralmente com o G7.

O que acontece com o dinheiro?
Todo dinheiro que entra no caixa do G7, e que pertence a empresa, tem uma destinação certa e dividida.
Uma parcela vai para a manutenção dos serviços,
para pagamento de colaboradores e fornecedores.
A outra parcela, vai para o fundo anual, que será usada no lucro para os colaboradores.
50% de tudo que entra no caixa, é destinado ao Instituto G7 Orcon.
Que oferece atendimento em diversos projetos sociais, nas áreas de educação acessível e saúde.

O G7 Orcon, não é rico.
Por que?
Porque seus recursos tem destinação certa e nem uma delas é tornar seu fundador, ou seus administradores, pessoas ricas.
Ao contrário, o objetivo da empresa, diferente de outras do mercado, é melhorar a vida das pessoas, e não ganhos financeiros.
Esse diferencial, faz com que grandes marcas se sintam atraídas a investir com o G7, quando são convidadas.
Isso atraiu Santander, PAN, e outras parcerias de sucesso ao longo deste período de atuação.