Análise – Os sinais do centrão Para o Presidente Bolsonaro

Por Wilton Trevisan – Do Poder em Análise

23/03/2021 | 7h

O Presidente Jair Bolsonaro precisa ficar atento se quiser de fato continuar no poder.
Apesar de seu discurso de que só Deus o tira da Presidência essa frase vem bem fora de contexto.
A insatisfação do povo cada dia maior, e o Congresso Nacional,
esses são os fatores que podem afastar, e até tirar o Presidente do cargo.
Não há medidas constitucionais válidas que possam ser usadas para evitar a sua queda se as coisas continuarem caminhando desse jeito.
E de fato essa queda, precisa acontecer o mais breve possível.

Cada dia que o Brasil passa sendo guiado por Jair Bolsonaro,
o país mergulha num campo de incertezas e de caos.
Num campo minado que hora ou outra vai explodir.
As mortes em excesso, o colapso na saúde, a escolha de um amigo do filho e não de alguém que tenha perfil técnico como novo Ministro da Saúde.
Todos esses fatores azedam a relação do Presidente com a sua base de apoio, o centrão.
Outro problema é a volta do ex-presidente Lula ao jogo político.
Não é segredo para ninguém que Lula quer ser Presidente de novo,
e que ganhou do STF a carta branca para isso.
Os movimentos do ex-presidente agora são em conquistar o apoio do centrão, que é sem escrúpulos e apoia sempre quem oferece mais.
O centrão, esteve ao lado de Lula em seus dois governos,
ficou com Dilma no primeiro,
e abandonou o barco quando viu degringolar o processo de Impeachment.
Entrou de cara no governo Temer e esteve no poder pelo poder, até o final do mandato.
Só agora apoiaram Bolsonaro movidos pelo próprio interesse.
Mas um Presidente que não cumpre com a palavra e que despreza a vida,
pode rapidamente cair em desgraça.
Por isso, o apoio está prestes a ruir.

A avaliação de políticos ouvidos pelo Blog, é que Bolsonaro perde apoio a cada dia e que a luz laranja já ascendeu no Congresso.
Temas como Impeachment e CPI, são muito falados desde a semana passada.
Na Câmara, a revelação de que o Presidente possa começar a analisar os engavetados pedidos de Impeachment contra o Presidente,
e que possa até aceitar um deles.
No Senado, a avaliação que o Presidente da Casa não vai conseguir segurar uma CPI,
ainda mais com senadores morrendo de Covid-19.

Bolsonaro diz que tem o apoio do povo e do Exército,
mas se esqueceu de combinar com o próprio Exército esse apoio.
Não deveria nunca se pautar nas Forças Armadas, para que tentasse passar a falsa imagem de que está tudo bem no seu governo e que seu cargo está seguro,
porque de verdade não está, nem nunca esteve.