Luto – Jornalista Carolina Winter morre por complicações pós Covid-19

Por Sofia Loueine, Do Olhar Informe

16/03/2021 | 12h

Atualizado 15h06

A Jornalista do Informe Franca, Carolina Winter, morreu aos 32 anos de idade, na tarde desta segunda-feira, 15 de março.
Carolina teve Covid-19 no ano passado, após ter estado com o Presidente Jair Bolsonaro, no seu tempo de infecção, e quando ele não usava nada de proteção.
Depois de ter sido infectada ela ficou internada, teve complicações e sequelas.

Carolina precisou passar em janeiro de 2021, por uma cirurgia cardíaca.
Desde então respirava com auxilio de oxigênio.
Ela morava em Brasília e continuava trabalhando de casa, mesmo estando com limitações por conta das sequelas da Covid.
Nesta segunda-feira, os integrantes do Informe Franca não conseguiram contacta-la a tarde, o que chamou a atenção.
A Jornalista Nathália Toledo, amiga de Carolina e que também vive em Brasília, foi acionada pela Equipe do Informe Franca.
Na casa de Winter na manhã desta terça-feira, ela localizou seu corpo.

Como a casa estava trancada, membros que trabalham com Nathália precisaram forçar a entrada.
A jovem foi localizada no sofá da sala, sem vida.
A necropsia revelou que o coração de Carolina, parou de bater.
Ela teve uma parada cardíaca, enquanto dormia, as 17h45, de segunda-feira, 15 de março.
Isso foi, pouco depois de que ela ficou sozinha em casa.
Ela não morava com ninguém em Brasília, mas tinha uma diarista que duas vezes na semana fazia serviços domésticos em sua residência.
A moça deixou a casa de Winter, perto de 16h de segunda-feira, e ela estava na sala e bem, aparentemente.

A necropsia revelou que o problema que parou seu coração, é o mesmo encontrado em outras pessoas que sofreram síncopes, após contraírem a Covid-19.
Todas essas pessoas tiveram problemas graves que resultaram na sua morte, meses após o diagnóstico de cura da doença.

Carolina Winter nasceu na cidade de Porto Alegre, no RS,
Formou-se em Jornalismo pela PUC de seu estado em 2018,
Estava na equipe do Informe Franca desde junho de 2020, e foi deslocada em julho do mesmo ano para Brasília.
Escrevia com uma forma única, sobre política.
Sua cobertura foi responsável, por inúmeras reportagens importantes e sempre relevantes, a serem publicadas nas páginas do Informe.
Ela era filha única, e influenciadora.
Duas primas cursaram ou cursam, faculdade de Jornalismo inspiradas na paixão dela.
Uma delas, Laura, esteve em Brasília há alguns dias para visita-la.
Laura Winter já fez estágio no Informe.

Carolina sempre foi uma pessoa falante, e fácil de fazer amizades.
Desde pequena segundo a família, falava que queria ser jornalista.
Realizou o sonho quando passou na PUC.
Trabalhou além do Informe, no Diário Gaúcho e na RBS TV.

O corpo de Carolina Winter foi liberado do IML, as 15h desta terça-feira.
Ele será traslado para Porto Alegre, onde ela será sepultada.
O funeral será fechado a familiares, das 7 as 10 da manhã desta quarta-feira, 17.

Nota de pesar
O Informe Franca publicou uma nota de pesar pela perca de Winter, na tarde desta terça-feira.
“Com profundo pesar comunicamos a morte de nossa Jornalista Carolina Winter, ocorrida em Brasília.
Carolina era mais uma das pessoas que faziam seu trabalho, quando foi infectada pelo vírus mortal da Covid-19.
Por incoerência e inconsequência de alguns, a Jornalista tão jovem perde a vida toda que teria pela frente, em mais uma triste estatística.
O Portal se solidariza com seus familiares.
E promete, não se calar não importam as ameaças sofridas,
para fazer se cumprir a Justiça, em nome de Carol e de todos os milhares de brasileiros que foram mortos pela Covid-19.”

Assinam o documento, a Presidente Vanessa Rezende,
a vice Nathália Mello e o Editor do Portal, Jornalista Guilherme Kalel.