Governo tenta descolar deputado preso a Bolsonaro

Por Carolina Winter, Do Informe Franca

Brasília – 18/02/2021 | 6h25

O governo federal tenta descolar da imagem do Presidente Jair Bolsonaro, o deputado Daniel Silveira, preso na terça-feira, 16.
Silveira é um dos parlamentares mais bolsonaristas e ativos do Congresso, o que pode colocar o Presidente em péssima situação perante ao STF.

Nesta quarta-feira, pelo menos 4 Ministros da Corte, receberam ligações de interlocutores do governo que fizeram questão de deixar claro,
Bolsonaro não compactua com as falas de Daniel Silveira e seu processo de punição, será sem qualquer interferência do Presidente.

Havia uma certa dúvida do que Bolsonaro faria nesse caso, já que até agora ele não comentou a detenção de seu aliado.
Agora parece ficar um pouco mais claro, que em tese o Presidente não deseja se envolver.
Ou pelo menos, seus interlocutores e conselheiros o indicaram que não o fizesse.
Como Bolsonaro é impulsivo as vezes, e fala sem pensar, é preciso esperar um pouco mais para saber se ele realmente não vai reagir.

Daniel Silveira foi detido nesta noite de terça-feira, 16, por ordem do Supremo Tribunal Federal,
depois de fazer um vídeo em que atacava as instituições democráticas, os Ministros da Corte, e pedia um novo AI-5.
O ato institucional, foi o mais duro da era Militar no Brasil, e cerceou os direitos individuais das pessoas.
No seu decreto, foram suspensos mandatos de políticos, fechado o Congresso e o STF, e aplicada a censura na Imprensa.
Estima-se que a tortura e muitas mortes começaram a acontecer de maneira mais violenta, após a decretação do ato.