Câmara aprova proposta que prevê autonomia do Banco Central

Por Carolina Winter, Do Informe Franca

Brasília – 11/02/2021 | 6h

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 10, com 339 votos favoráveis e 114 contrários, o projeto que prevê a autonomia do Banco Central do Brasil frente aos governos do país.
Com isso assim que sancionado o projeto passa a valer 3 meses após a sua sanção.
Nesse projeto, o Presidente do Banco Central mais seus outros diretores, devem ser nomeados pelo Presidente da República, no seu 3º ano de governo afrente do país, ou seja, 1 ano antes das eleições.
Os nomeados ficam em seus cargos por 4 anos, e podem ser reconduzidos por mais um mandato, de 4 anos novamente.
Deste modo, o Banco Central não terá mais interferência política ou pressão em suas decisões, podendo pautar todas elas por motivações técnicas, não políticas.

A autonomia do Banco Central, era algo perseguido há anos pela Instituição, e que é visto com bons olhos pelo mercado.
Alcançada, ela pode determinar que o Brasil está dando passos importantes para a mudança de rumos, das decisões tomadas por seus poderes.
O projeto já havia sido aprovado no Senado, e se nem um destaque for aprovado pelos parlamentares nessa fase, ele já segue para a sanção presidencial.
O projeto é de autoria do governo federal, que pretende dar essa autonomia para o BC.