Congresso quer novo Auxilio Emergencial fora do teto de gastos e de previsões de cortes fiscais

Por Carolina Winter, Do Informe Franca

Brasília – 09/02/2021 | 11h40

O Congresso Nacional tem trabalhado para tentar viabilizar um novo Auxilio Emergencial para a população brasileira, ainda muito assolada pela crise da pandemia de Covid-19.
O problema é que em muitos lugares do país, não é permitido que trabalhos presenciais voltem e as famílias passam cada vez mais dificuldades financeiras.
Muitos voltaram a extrema pobreza desde que a crise sanitária começou.
Sem trabalho, pessoas que viviam antes na informalidade dependem cada vez mais do governo, que não tem suporte.

O Congresso acredita que um novo Auxilio, deva ser votado o mais rapidamente possível,
Há diversas propostas na mesma mas nem uma delas concreta ainda.
Nesse sentido não se sabe qual o valor médio do benefício.
O governo federal fala em R$ 200,00.
Autores de propostas no Congresso pedem R$ 600,00.
Mas o que todos os congressistas defendem, é que os gastos com o programa fiquem de alguma forma, fora do teto de gastos.
Fora do teto, o governo poderia abrir um crédito suplementar que bancasse o programa e que poderia ser pago depois.
Deste modo o governo federal não precisaria de cortar gastos em outras áreas de seu Orçamento anual, para compensar o Auxilio.
Uma medida que parece a mais correta a ser aplicada agora, dado a situação tão urgente da pandemia.