Política – Saída de Maia pode virar problema para DEM e Presidente da sigla pode tentar barra-lo

Por Carolina Winter, Do Informe Franca

06/02/2021 | 7h19

O clima na política nacional ainda não esfriou, embora tenha sido encerrada a eleição no Congresso.
O ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia, ainda é alvo de intensas discussões, dentro e fora de seu partido.
Depois do Democratas virar a casaca e não apoiar seu candidato a sucessão da casa, que perdeu a eleição para um aliado de Bolsonaro,
o partido esteve disposto a liberar Maia de seu compromisso com a fidelização.
O deputado disse que pretendia deixar a legenda, antes da janela partidária que deve se abrir só em março do ano que vem, antes das eleições presidenciais.
O problema é que o Presidente da Legenda, tem visto um movimento de Maia para levar consigo aliados,
membros do partido, entre deputados federais, estaduais, prefeitos e governadores e vices.
Estariam 40 nomes pelo menos, envolvidos nesse bolo, alguns com projeção nacional.

Por isso, ACM Neto, Presidente do Democratas, disse a interlocutores que até a saída de Maia estaria ameaçada,
ou seja ele pode não o liberar, antes da janela partidária, se Maia quiser manter o plano de levar aliados consigo.

O ex-presidente da Câmara ainda não definiu qual será seu novo partido.
Ele está em conversas com o Cidadania, e com o PSL.
Apesar do partido ter muitos aliados de Bolsonaro, a avaliação é que no ano que vem todos devem deixar a Legenda,
e migrar para o partido que o Presidente indicar, para se disputar as eleições.
Bolsonaro tentava criar uma Legenda própria, mas isso não deu certo.
Então, ele vem mantendo conversas com outras legendas, afim de buscar uma que lhe agrade para a filiação.
Nesse rol, estão o PR, o PL, entre outras.